Dicas de Flores
Voltar
Kalanchoê
Nome Popular: Kalanchoê, Flor-do-papai, Calanchoê, Calancoê, Flor-da-fortuna, Calandiva, Kalandiva
Família: Crassulaceae
Divisão: Angiospermae
Origem: Madagascar
Ciclo de Vida: Perene
Nome Científico: Kalanchoe blossfeldiana
Sinonímia: Kalanchoe globulifera var coccinea
Planta suculenta, de folhas com margens rendadas. O calanchoê tem um significado especial, considerada a flor-da-fortuna e da felicidade é muito presenteada entre amigos e parentes. Suas flores podem ser simples ou dobradas de muitas cores diferentes, com grande durabilidade. As variedades de flores dobradas são chamadas de Calandivas ou Kalandivas.
Plantadas em vasos têm sua beleza exaltada, porém podem ser plantadas no jardim formando maciços e bordaduras, acrescentando um colorido original. Apesar de perene, deve ser tratada como anual por perder a beleza, salvo em algumas variedades.
Devem ser cultivadas a pleno sol, em solo composto de terra de jardim e terra vegetal, bem drenável, com regas regulares. Tolerante ao frio.
02/08/10 : 17:57

Kaizuka
Nome Popular: Kaizuka, Caizuca, cipreste-kaizuka, junípero-chinês
Família: Cupressaceae
Divisão: Gimnospermae
Origem: China e Japão
Ciclo de Vida: Perene
Nome Científico: Juniperus chinensis torulosa
Sinonímia: Juniperus chinensis Kaizuka
O Kaizuka é uma pequena árvore de forma cônica ou colunar e de aspecto escultural e muito decorativo. Seus ramos são ramificados e compactos, com folhas pequenas e comprimidas, que lhe conferem uma textura bastante densa. Este cipreste ainda tem uma particularidade que encanta, suas formas espiraladas e retorcidas lembram um suspiro de confeitaria, caprichosamente esculpido. As folhas jovens, das pontas dos ramos, são alongadas, em forma de agulha e as adultas são escamosas, todas de coloração verde escura e brilhante.
Este cipreste aristocrático e charmoso é apropriado para jardins de estilo europeu e oriental. Suas formas esculturais são muito valorizadas quando plantado isolado e livre de podas, podendo alcançar 5 metros. Também presta-se para o cultivo em renques, formando belas cercas-vivas topiadas ou não, com excelente capacidade de isolar o jardim do pó e do ruído das ruas. De crescimento lento a moderado, adapta-se muito bem à vasos, inclusive é bastante utilizado na arte do bonsai.
Devem ser cultivados sob pleno sol em solo fértil, bem drenável, enriquecido com matéria orgânica, com regas regulares. É tolerante à salinidade e após estabelecido torna-se tolerante a seca. Originário de clima temperado, o kaizuka no entanto adapta-se muito bem ao clima subtropical ou mediterrâneo e é capaz de tolerar o clima tropical, desde que fique longe de locais úmidos. Multiplica-se por estacas das pontas dos ramos.
02/08/10 : 17:53

Parceiros
Busca Rápida
Flores
Ervas Medicinais
Jardim de Inverno
Temperos de Hortas
Previsão do Tempo
Visitas
185474

Desenvolvido por DebugWeb - ©2010 - Todos os direitos reservados. [ restrito ]