Dicas de Flores
Voltar
Cica, Sagu, Palmera-Sagu
Nome Popular: Cica, sagu, palmeira-sagu
Nome Científico: Cycas revoluta
Família: Cicadaceae
Divisão: Gimnospermae
Origem: Japão e Indonésia
Ciclo de Vida: Perene
Vedete dos jardins contemporâneos e tropicais, a cica se parece com uma palmeira. Suas folhas são longas, rígidas e brilhantes, compostos por folíolos pontiagudos. A planta tem crescimento bastante lento, o que a torna muito valorizada no mercado. Ela multiplica-se pelas sementes formadas no ápice, mas principalmente pelas brotações laterais que surgem na planta adulta. Vai bem como planta isolada e em conjuntos no jardim ou em vasos.
Deve ser cultivada a pleno sol ou meia-sombra, em terra de jardim enriquecida com composto orgânico e areia, formando uma mistura leve e permeável.
21/06/10 : 19:09

Cipó-uva
Nome Popular: Cipó-uva, Uva-do-mato, Uva-selvagem, Anil-trepador, Uva-brava, Cisso, Cissus
Família: Vitaceae
Nome Científico: Cissus rhombifolia
Sinonímia: Vitis rhombifolia, Cissus obliqua, Cissus alata
Divisão: Angiospermae
Origem: América do Sul
Ciclo de Vida: Perene
cipó-uva é uma trepadeira perene, de textura semi-herbácea, própria para a decoração de ambientes internos. Apresenta caule ramificado, com ramos delgados, de cor castanha, recobertos de pelos e dotados de gavinhas para fixação. As folhas são compostas, com três folíolos de formato rômbico e margens denteadas. Algumas variedades possuem margens quase inteiras enquanto outras têm margens profundamente denteadas, praticamente lobadas. Quando jovens, os folíolos são claros, revestidas de tricomas e à medida que amadurecem adquirem uma cor verde-escura e brilhante.
O cipó-uva é uma planta excelente para crescer em locais semi-sombreados e até mesmo em interiores. O cipó-uva é uma planta excelente para crescer em locais semi-sombreados e até mesmo em interiores. Não obstante o crescimento moderado, ela é rústica e sua folhagem muito exuberante, tornando-a uma opção interessante para pendurar na sala, em cestas suspensas ou mesmo em jardineiras. Há duas principais formas de conduzi-la: como trepadeira, oferecendo-lhe suporte para que se fixe com suas gavinhas, ou como planta pendente, plantada em vasos ou cestas suspensas. Seja qual for o modo escolhido, vale à pena plantá-la, pois é uma espécie muito ornamental.
Deve ser cultivada sob meia-sombra ou luz abundante difusa, em substrato bem drenável, enriquecido com matéria orgânica e irrigado regularmente. Planta típica de clima subtropical, viceja melhor em locais de verão não muito quentes e aprecia o frio invernal para hibernar. Não tolerante a geadas. As fertilizações bimestrais durante o crescimento vegetativo estimulam o desenvolvimento de uma folhagem brilhante e saudável. Multiplica-se por estacas postas a enraizar em local protegido, no período da primavera.


21/06/10 : 09:22

Chuva-de-ouro, Oncídio
Nome Popular: Chuva-de-ouro, oncídio
Nome Científico: Oncidium sp
Família: Orchidaceae
Divisão: Angiospermae
Origem: América Latina
Ciclo de Vida: Perene
Oncídio ou chuva-de-ouro são nomes populares dados a um grande grupo de espécies de orquídeas, pertencentes ao gênero Oncidium. A principal característica deste gênero é a presença de um calo situado na base do labelo da flores. Outra característica bastante presente é que as pétalas e sépalas são bastante pequenas em relaçao ao labelo. Muito utilizados como flor-de-corte.Devem ser cultivados à meia-sombra, em substrato adequado à espécie, em geral preparados para epífitas, como fibras de côco, casca de pinus, entre outros materiais. Além de se adaptar ao plantio em vasos, vegeta muito bem quando fixado no tronco de árvores com barbante ou sisal. Aprecia a umidade e deve ser irrigado sempre que o substrato se apresentar seco. Tolerante ao frio.
21/06/10 : 09:20

Chuva-de-ouro
Nome Popular:, chuva-de-ouro, chuva-de-ouro-da-amazônia, lanterneira , Lofantera, lofantera-da-amazônia
Nome Científico: Lophantera lactescens
Família: Malpighiaceae
Divisão: Angiospermae
Origem: Brasil
Ciclo de Vida: Perene
A lofantera é uma árvore muito exuberante com seus cachos de flores pendentes. Originária da floresta amazônica, é semidecídua e pode atingir de 10 a 20 metros de altura. Apresenta copa de forma cônica ou piramidal. Os ramos são de coloração marrom clara, com estrias longitudinais e pequenos calos avermelhados, além de cicatrizes foliares bastante aparentes. As folhas são de coloração verde escura, grandes, glabras, opostas, simples, obovadas e com nervuras bem marcadas. Suas flores são amarelas e reunem-se em longas inflorescênias pendulares. Os frutos são do tipo cápsula. Floresce de Março a Agosto.
Tem grande utilização paisagística, devido ao seu espetacular aspecto quando florida. Apresenta crescimento moderado e é adequada para plantio isolado ou em grupos, embelezando parques e jardins, assim como na recuperação de áreas degradadas, principalmente próximas a rios e lagos. Sua madeira é medianamente dura, alaranjada e compacta e é utilizada localmente na construção civil, marcenaria e carpintaria.
As lofanteras devem ser cultivadas sob sol pleno, em solo fértil, úmido e enriquecido com matéria orgânica. Planta tipicamente tropical, não se desenvolve bem em climas frios. Multiplica-se por sementes.
21/06/10 : 09:18

Cacto-candelabro
Nome Popular: Cacto-candelabro
Nome Científico: Euphorbia ingens
Sinonímia: Euphorbia similis
Família: Euphorbiaceae
Divisão: Angiospermae
Origem: África do Sul
Ciclo de Vida: Perene
Parece um cacto, em muitos sentidos, de caule suculento, com espinhos e folhas reduzidas, esta planta é bem interessante. As sudivisões do seu caule, deram origem ao nome, pelo aspecto ramificado de candelabro. Fica muito bem em jardins de pedras, isolado ou com outras suculentas e cactáceas. Deve-se ter cuidado com crianças pequenas e animais de estimação pois além de espinhos esta planta tem a seiva tóxica.
Devem ser cultivados a pleno sol, em solo fértil e bem drenável. O candelabro é uma planta muito tolerante à estiagem e ao frio.
21/06/10 : 09:16

Cavalinha
Nome Popular: Cavalinha, árvore-de-natal, cauda-de-raposa, cauda-de-eqüina, cauda-de-cavalo, erva-de-canudo, eqüisseto, milho-de-cobra, pinheirinho, rabo-de-cavalo
Nome Científico: Equisetum giganteum
Sinonímia: Equisetum martii, Equisetum ramosissimum, Equisetum xylochaetum
Família: Equisetaceae
Divisão: Pteridophyta
Origem: Brasil
Ciclo de Vida: Perene
Da mesma família de muitas samambaias, a cavalinha apresentou uma evolução interessante, onde suas folhas reduziram-se a escamas, sendo que a fotossíntese é realizada por hastes ocas e articuldas. Para sua reprodução assexuada produz cones contendo esporos. Suas hastes podem medir até 2 metros de altura.
Além de ornamental, a cavalinha é considerada um planta medicinal. Gosta de locais úmidos e terra rica em matéria orgânica. É indicada para a composição com outras plantas na beira de fontes e lagos, ou utilizada como maciço, em floreiras ou na frente de casas e outras edificações. É muito rústica e tolerante ao frio, uma das poucas pteridófitas que se adaptam ao sol pleno
21/06/10 : 09:14

Cravo
Nome Popular: Cravo, craveiro
Nome Científico: Dianthus caryophyllus
Família: Caryophyllaceae
Divisão: Angiospermae
Origem: Europa
Ciclo de Vida: Perene
Adequação: Muito adaptável a diversos tipos de solo, embora prefira os franco-arenosos. E pede arejamento e luminosidade. Em boas condições, produz flores durante todo o ano.

Cuidados: Devem ser cultivadas em solo fértil de terra de jardim e terra vegetal, no sol ou meia-sombra. Exigem regas regulares.

Dica: O cravo, assim como algumas plantas melhoradas, tem uma versão perene e outra anual. Possuem muitas variedades para o jardim. Pode compor belos maciços e bordaduras
21/06/10 : 09:09

Ciclame
Nome Popular: Ciclame, ciclamen, ciclame-da-pérsia, ciclame-de-alepo
Nome Científico: Cyclamen persicum
Família: Primulaceae
Divisão: Angiospermae
Origem: Mediterrâneo
Ciclo de Vida: Anual
Adequação: Gosta de ambientes com temperatura entre os 15 e 18 graus durante o dia e de 12 a 15 durante a noite, ainda mais se estiver dentro de casa. Mas agüenta temperaturas de 5 graus ou um pouco menos.

Cuidados: No período de floração, ela deve ser colocada em local iluminado por luz indireta. Pede rega regular, mas não exagerada, durante o período de crescimento e florescimento. Durante a floração, mantenha o solo úmido, impedindo que ele seque.

Dica: Disponha o vaso em local ventilado, mas sem ventos, onde possa receber luz pela manhã. No frio, irrigue a cada três dias ou quando estiver muito seco. Assim que as flores estiverem murchas ou caírem, retire as hastes, puxando-as pra cima. Recomenda-se que não deixe as hastes se deteriorarem, pois prejudicam a folhagem. A cada três meses utilize um fertilizante líquido para estimular a folhagem


20/06/10 : 22:46

Copo De Leite
Nome Popular: Copo -de leite - , lírio -do- nilo , cala -branca jarra , jarro
Família : Araceae
Divisão : Angiospermae
Origem: África
Ciclo de Vida : Perene
Científico Nome : Zantedeschia aethiopica
Sinonímia : aethiopica Calla
Manter o substrato sempre úmido, cuidado com excesso de agua.aprecia terra rica em matéria orgânica.
folhagem Brilhante e Verde e Muito ornamental. As Flores São duráveis Firmes de Coloração branca.Sua altura varia de 0,6-1,0 metros de Altura. DEVE SE Cultivada uma Pleno sol ou meia sombra - . Multiplica - se Por Divisão das touceiras.
12/09/10 : 12:28

Clorofito
Nome: CLOROFITO
Nome Científico: CHLOROPHYTUM COMOSUN
Origem: África do Sul.
Ambiente: meia sombra.
Rega: sempre que estiver seco.
Substrato: comercial ou solo rico em matéria orgânica.
Curiosidades: florescem no verão, mas não tem valor ornamental.
12/09/10 : 11:48

Primeira Página - 1 - 2 - Última Página
Parceiros
Busca Rápida
Flores
Ervas Medicinais
Jardim de Inverno
Temperos de Hortas
Previsão do Tempo
Visitas
183417

Desenvolvido por DebugWeb - ©2010 - Todos os direitos reservados. [ restrito ]